Prótese Dentária Duque de Caxias, Rio de Janeiro

Esta página disponibiliza informações sobre a diferença entre os tipos de próteses odontológicas, quando é a hora de usar uma prótese, próteses fixas e removíveis além de uma lista de empresas e profissionais especializados no assunto na cidade de Duque de Caxias. Encontre abaixo empresas e profissionais da região de Duque de Caxias que oferecem diversos produtos e serviços relacionados e ainda esclareça suas dúvidas sobre a prótese total, parcial fixa e removível.

Clínica Odontológica Jk
(21) 2771-2987
Avenida Presidente Kennedy, 2018 s 202
Duque de Caxias, Rio de Janeiro
 
Centro de Especialidade Odontológica
(21) 2656-6809
Rua São João Batista 383
São João de Meriti, Rio de Janeiro
 
Márcia Cristina Julião Leite
(21) 2691-8974
Estrada Marechal Castelo Branco 233
Nilópolis, Rio de Janeiro
 
André Cavalcanti de Moura
(21) 3762-4912
Avenida Getúlio de Moura 1525 s 1
Nilópolis, Rio de Janeiro
 
Mário Maciel Filho
(21) 2691-3091
Rua Frei Ludolf 131
Nilópolis, Rio de Janeiro
 
Cristiane Anuda Brum de Andrade
(21) 2655-1103
Avenida Getúlio de Moura 1715
São João de Meriti, Rio de Janeiro
 
Rosemberg da Silva Machado
(21) 2791-3777
Rua Antônio José Bittencourt 410 ap 210
Nilópolis, Rio de Janeiro
 
Sheila Yakoub
(21) 2691-6281
Rua Professor Alfredo G Figueira 161
Nilópolis, Rio de Janeiro
 
Abdon de Souza Lima
(21) 2791-0773
Rua Frei Ludolf 69
Nilópolis, Rio de Janeiro
 
Edson Edir Barcellos
(21) 2791-1162
Avenida Getúlio Vargas 823
Nilópolis, Rio de Janeiro
 

Prótese em Odontologia: Um Guia

A maioria das pessoas não sabe a diferença entre os tipos de próteses odontológicas. Fixas, removíveis, totais, parciais, unitárias, sobre implantes…. É muito comum o paciente chegar no consultório dizendo que quer um implante quando, na verdade, precisa de uma coroa. Ou pedir uma dentadura quando ao seu caso se aplica uma PPR (prótese parcial removível). Vamos arrumar essa bagunça?

Como diria meu amigo Jack, “vamos por partes”. Quem precisa de prótese? Quem perdeu um, vários ou todos os dentes. Às vezes nem é necessário ter perdido o dente inteiro, mas apenas a coroa dele. Lembrando que todo dente possui coroa (a parte que está fora da gengiva, que você enxerga) e raiz (que segura a coroa).

As próteses existem em duas modalidades: fixas e removíveis. Prótese “móvel” não existe, a não ser que você esteja falando daquela dentadura dançarina que a sua avó não consegue manter dentro da boca :D . As fixas você não tira nunca, nem pra higienizar. As removíveis, sim.

Dadas as devidas explicações básicas, deixe-me esclarecer do que se trata cada um dos tipos mais comuns de próteses odontológicas:

Prótese Total: é a famosa dentadura. Como o próprio nome denuncia, é uma prótese que substitui todos os dentes de um arco. Normalmente quem usa perdeu os dentes ao longo da vida, aos poucos, quase sempre por doença periodontal . É possível associar a prótese total com implantes, para garantir que a dentadura permaneça sempre no lugar certo. Antigamente, idoso usar dentadura era regra. Hoje em dia, felizmente, as coisas têm mudado, e já tem muito vovô e vovó por aí com a boca cheia de dentes naturais, em bom estado. É a “extração” dando lugar à “prevenção”! :)

Prótese Parcial Removível: ou, para os íntimos, PPR. Para os MUITO íntimos, “perereca”. Mas por favor, não use esse termo porque, além de ser horroroso, pode provocar algumas confusões de duplo sentido :P . Esse é o tipo de prótese que se usa para substituir um grupo de dentes perdidos. A “ponte removível” se apoia nos dentes remanescentes e sua estrutura pode ser confeccionada com vários materiais: metal (ligas de cobalto-cromo, por exemplo. Já ouviu falar em “roach”? Então, a PPR com estrutura metálica é a dita-cuja), resina acrílica (aí é que o pessoal chama de “perereca”) e resina flexível. Esta última é uma opção estética e bem aceita hoje em dia, já que disfarça muito bem aqueles “ferrinhos” que aparecem nas PPR com estrutura metálica. Os dentes das PPRs são feitos em resina.

Prótese Parcial Fixa: substitui um ou mais dentes perdidos. São feitos preparos (desgastes) nos dentes de apoio, e o número de elementos necessários é adicionado no intervalo desdentado. Os dentes protéticos ficam “suspensos”, por isso são chamados de “pontes”. Essas próteses podem ser feitas de vários materiais: cerâmica (porcelana), apenas metal,...

Clique aqui para ler este artigo em Medo de Dentista